Geral - 19/11/2019

Educação mais econômica

Notícia disponibilizada no Portal www.cmconsultoria.com.br às 00:17 hs. 


17/01/2017 - Migração de alunos da rede privada para a pública deve aumentar 20% neste ano; em Londrina, rede municipal prevê alta de 10% no número de matrículas

Os pais estão fazendo malabarismo para garantir educação de qualidade aos filhos. A escola particular está pesando no orçamento e muitas famílias já optam por migrar para a rede pública. Apesar de não ter um dado estatístico oficial, a rede privada estima que encolheu 20% o número de alunos matriculados em 2016 em todo o País. 

Essa queda se reflete em inchaço da rede pública. Em Londrina, a Secretaria Municipal de Educação trabalha com a possibilidade de aumento de 5% a 10% no volume de matrículas na educação infantil e ensino fundamental. Em 2016, havia 26.461 alunos no ensino fundamental nas 84 escolas municipais. As matrículas na rede municipal vão até o dia 26 de janeiro.

"Vamos imaginar que a rede cresça 5% em função da migração. São 2 mil novos alunos. Cada aluno custa em torno de 7 mil por ano ao município, segundo dados do Tribunal de Contas do Estado. Estamos falando de um aumento de R$ 14 milhões no ano", disse Maria Tereza Paschoal de Moraes, secretária de Educação de Londrina. 

http://www.folhadelondrina.com.br/economia/educacao-mais-economica-967887.html

Fonte: folhadelondrina.com.br

Newsletter